Passar para o conteúdo principal
x

Matriz Energética Cascais 2015

A matriz energética  constitui uma ferramenta de monitorização que permite caracterizar os consumos energéticos, relativos aos diferentes tipos de energia, bem como as emissões dos gases com efeito de estufa, designadamente, o dióxido de carbono, com maior impacto nas alterações climáticas.

Este estudo diagnóstico permite identificar os sectores que apresentam maior consumo energético e os que mais contribuem para a emissão de gases com efeito de estufa, possibilitando a criação ou reforço de medidas de prevenção e/ou minimização de danos. É ainda possível aferir os consumos energéticos da responsabilidade da autarquia, nomeadamente em termos de iluminação pública e frota municipal.

O levantamento é feito na linha do Protocolo CCP (Cities for Climate Protection), como forma de padronizar as formas de quantificação e leitura, garantindo a comparação entre diferentes locais. A unidade de medida em termos energéticos mais frequente é o TEP, corresponde a tonelada equivalente de petróleo, havendo dados em Mwh (mega watt hora). A emissão de gases é medida em ktonCO2, tonelada equivalente de dióxido de carbono.

A síntese deste estudo destaca, num primeiro momento dados de evolução de 2010 a 2015, respeitante aos consumos energéticos e à emissão de gases com efeito de estufa, em seguida uma análise mais específica relativa ao ano de 2015, introduzindo a análise por sector de atividade, e por fim a caracterização energética da autarquia e uma breve análise comparativa com outras cidades europeias.